Prefeitura Municipal de Guarujá

28/06/2016

Todo dinheiro arrecadado será doado para o Fundo Social e será utilizado na compra de cobertores

Já pensou em praticar solidariedade e ainda conhecer os animais marinhos? Na próxima sexta-feira (1º), o Fundo Social de Solidariedade de Guarujá, em parceria com Acqua Mundo, promove a campanha ‘Aquário Solidário’. Neste dia, a entrada custará apenas R$ 5, das 10 às 18 horas.

A iniciativa tem como objetivo arrecadar dinheiro para a compra de cobertores que o Acqua Mundo doa para o Fundo Social e que serão doados às famílias em situação de vulnerabilidade social do Município. No Acqua Mundo, o público poderá ver tubarões, pinguins, raias, peixes, lobo marinho, tartarugas e, ao mesmo tempo, ajudar a quem precisa.

Em dias normais, os ingressos custam R$ 36 (adultos), R$ 24 (crianças de 2 a 12 anos) e R$ 18 (maiores de 60 anos e aposentados). O Acqua Mundo fica localizado na Avenida Miguel Estéfano, 2.001 – Enseada. Outras informações pelo telefone 3398-3000.

27/06/2016

Barata, como é conhecido no meio esportivo, está pré-convocado como auxiliar técnico da seleção brasileira nas Paralimpíadas

3 (Large)Vagner Lopes Lima, 35 anos, já foi considerado um dos melhores laterais esquerdo do Guarujá. Hoje, Barata, como é conhecido no meio esportivo, se destaca com auxiliar técnico dos atletas da bocha paralímpica. Barata integra o grupo dos atletas escolhidos pela Prefeitura para participar do revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016. Ele está pré-convocado para as paralimpíadas como auxiliar técnico da seleção brasileira.

“Apesar da crise que o nosso País está passando, a Olimpíada pode ser um bom momento para alavancar vários setores. O nosso povo merece viver a alegria deste grande evento. Vou conduzir apenas 200 metros, mas são 200 metros que ficarão para a história, agradeço a confiança depositada em mim pela Prefeitura e a  APBS”, ressaltou Barata.

O esporte sempre fez parte da vida de Vagner Lima. Ele jogou futsal no Vila Souza Atlético Clube e depois partiu para os campos. Defendeu profissionalmente a ADG, Vocem de Assis (SP), União Bandeirantes do Paraná, Esporte Uberaba Minas Gerais, com passagem rápida pelo Guarani de Campinas (SP).

Quando aposentou as chuteiras, decidiu estudar Educação Física. Fez estágio na Associação Desportiva Guarujá (ADG) e no Ginásio Guaibê e logo foi convidado por Moisés Fabrício, coordenador técnico da Associação Paradesportiva da Baixada Santista (APBS), para trabalhar com os atletas da bocha paralímpica.

Até então, Barata não conhecia o paradesporto. Ele conta que foi no dia a dia que aprendeu e conheceu mais sobre a modalidade, que, no caso da bocha. é  disputada por atletas com elevado grau de paralisia cerebral ou deficiências severas.

Barata revela que começou como calheiro da atleta  Maria Izabel, classe BC3. A função do calheiro é auxiliar os atletas com maior grau de comprometimento. Esses podem usar uma calha para dar propulsão a bola. Alguns atletas por não conseguir movimentar os braços e as pernas usam uma faixa ou capacete na cabeça com uma agulha na ponta. O calheiro posiciona a canaleta à sua frente para que ele empurre a bola pelo instrumento com a cabeça.

Sua primeira convocação para seleção brasileira veio em 2009, como auxiliar técnico do atleta Vitor Rosa classe BC2, na Copa América do Canadá, onde conquistou o 4º lugar. Com a atleta Maria Izabel, foi ao Mundial de Lisboa (2010) e Copa do Mundo da Irlanda do Norte (2011).

De agosto a setembro de 2011, disputou o Parapan de Guadalara (México), como auxiliar técnico do Atleta Vitor Rosa. Em 2015,  auxiliou Marcelo dos Santos, classe BC4, no Parapan em Toronto. O atleta foi campeão nos pares e terceiro no individual. Em junho deste ano, foi para Póvoa de Varzim (Portugal) no Boccia Word Open, auxiliar o atleta Elizeu dos Santos, Classe BC4 bicampeão paralímpico.

Como auxiliar técnico, cuida de todas as necessidades do atleta na competição bem como transferência da cadeira, alimentação, além do treinamento para as competições. Hoje , ele é auxiliar técnico da seleção brasileira classe BC4.

“Criamos um laço de amizade. E esse cuidado reflete diretamente no desempenho do atleta dentro da quadra. Ao receber a medalha, é o auxiliar técnico que os atletas chamam para dividir a emoção”, diz Barata.

Um momento que não sai da sua memória foi o Parapan em Guadalara/México (2011). Na ocasião, ele era auxiliar técnico de Deiverson Lenon, classe BC1. Assistindo a final da classe BC4 entre o brasileiro Fabio Moraes e o canadense Marco Dispaltro. Como em alguns esportes, os torcedores fazem um corredor para receber os atletas, mas não tinha nenhum brasileiro. Vagner não pensou duas vezes, desceu da arquibancada correndo e estendeu uma bandeira enorme do Brasil. A atitude foi elogiada pelo atleta brasileiro e foi um dos motivadores da vitória de Fabio sobre, até então, fenômeno da modalidade.

27/06/2016

Atividade acontece nesta quarta-feira (29) e  é direcionada para alunos dos cursos de Administração e Contabilidade

A implantação do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá desperta o interesse de estudantes de cursos técnicos da região. Pensando na capacitação e orientação desses alunos, a Escola Técnica Municipal 1º Maio realiza palestra sobre os impactos econômicos da instalação do aeroporto na Cidade. O evento acontece nesta quarta-feira, 29, às 19h30, na unidade de ensino, localizada na Avenida Adriano Dias dos Santos, 611, Jardim Boa Esperança.

O evento será direcionado para 110 alunos dos cursos de administração e contabilidade. A palestra vai ser ministrada pelo secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Dário de Medeiros Lima.

Para Lima, a capacitação e valorização da mão de obra local são importantes, pois o aeroporto será instalado dentro do Município. “É muito gratificante falar para uma classe em plena formação. Percebemos que muitos jovens que se formam em nossas escolas técnicas, como nos curso de manutenção de aeronaves, acabam buscando o mercado externo. E agora, vão realizar o caminho contrário, poderão se capacitar aqui e aqui mesmo ser aproveitado”, ressaltou.

Segundo ele, será feita uma ampla apresentação do projeto. Destacando a vocação regional, o crescimento econômico de vários setores, o mercado de trabalho e a necessidade de capacitação.

O professor de administração e economia da Escola 1º de Maio, José Ricardo dos Santos destaca que os alunos precisam estar por dentro das alterações econômicas e preparados para ocupar os postos que vão surgir. “O aeroporto vai puxar uma cadeia produtiva de serviços para a Cidade”.

27/06/2016

O espaço receberá o nome do maestro Pierre Lopez Ferraz, que foi professor da Escola Estadual Ignácio Miguel Stéfano e grande incentivador dos jovens

“O jovem no Brasil nunca é levado a sério”. A frase da música de Negra Li e Charlie Brown Jr, que faz parte de uma obra de rima, retrata o que muito jovem quer: ter voz na sociedade em que vive. Há três anos, a Prefeitura de Guarujá criou, em caráter experimental, o Centro de Referência da Juventude, para oferecer oportunidades, direcionar e acolher o jovem. O equipamento público deu certo.

Hoje cerca de 250 pessoas passam por mês pela unidade. No local, eles são ouvidos, aconselhados e podem fazer diversas oficinas. A inauguração oficial do espaço será nesta quarta-feira (29), às 10 horas. O Centro fica na Alameda Duartina, s/n , na Vila Áurea.

Na oportunidade, haverá uma homenagem ao maestro Pierre Lopez Ferraz (1978-2013), que dará nome o local. Ferraz foi professor e teve afinidade com o público jovem. Haverá também apresentação de dança junina dos idosos do Centro de Atendimento à Terceira Idade, mostra das Oficinas realizadas e apresentação do Instituto Arte no Dique.

O centro é administrado pela Secretaria Municipal de Coordenação Governamental, por meio da Assessoria de Políticas Públicas para Juventude. Desde 2009, Guarujá vem construindo mecanismos de políticas públicas voltados aos jovens do Município, a partir da criação da assessoria especial.

Segundo o coordenador de políticas públicas para juventude, Fábio Antunes, o Centro de Referência faz a artilulação entre o jovem e o Poder Público. “Queremos apoiá-los no que precisem na linguagem deles. Aqui podem vir do jeito que se sentem à vontade. Boné, bermuda, chinelo; queremos que se sintam bem como são e estão. Vejo essa entrega com muita alegria. Foi uma experiência que deu certo, e queremos divulgar para que os jovens possam participar. Fomos às escolas para informar e convidar os alunos. Após essa ida, a procura aumentou bastante”.

Atualmente, o espaço do Centro de Referência de Juventude já abriga diversas atividades como oficinas, algumas em parceria com a Usina do Hip Hop, omo Dj, versos, rima e aerografia; jiu-jitsu, inclusão produtiva, break dance, violão, cavaquinho e grafite. São abertas cerca de 30 vagas para cada oficina de seis em seis meses. Para participar, é preciso ter mais de 12 anos, apresentar RG, foto 3×4 e comprovante de residência. Além disso, há o Programa de Mentoria, observatório participativo e inclusão produtiva, Grupos de Estudos e ainda as atividades externas de Programa Juventude e Trabalho, Rádio Escolar e Projeto Grêmio em Forma. “A proposta do Centro é sempre facilitar o acesso às informações de interesse da juventude. O observatório jovem foi criado para desenvolver a inclusão digital, promover programas, projetos e atividades para jovens”, explicou Antunes.

O Centro de Referência da Juventude receberá o nome de Pierre Lopes Ferraz. O homenageado foi professor da Escola Estadual Ignácio Miguel Stéfano. Nasceu em Limeira (SP), no dia 7 de novembro de 1978, sendo o segundo filho do alfaiate Natal Ferraz e da funcionária pública Rosa Ferraz. Formou-se em Ciências e Química pela Universidade Metodista de Piracicaba, e fez intercâmbio na Universidade Ibero Americana, no Texas (EUA).

Ao tornar-se professor na Escola Miguel Stéfano, Pierre passou a auxiliar na fanfarra da escola, inclusive se especializando em cursos de música e regência em São Paulo. Como consequência, acabou participando de desfiles cívicos da Cidade, além de Concurso da Associação de Bandas e Fanfarras da Mata Atlântica (Abafama). Após, transformou a Fanfarra em Banda Marcial, vencendo em várias apresentações.

A Prefeitura cedeu um espaço no Centro de Atividades Educacionais Comunitárias (Caec) Cornélio Pacheco, no bairro Maré Mansa, onde os alunos da Banda, além de novos integrantes, passaram a frequentar aos fins de semana, demonstrando assim o crescimento da Associação criada por Pierre. Pelo legado deixado à juventude de Guarujá, após seu falecimento, em 2013, o Governo Municipal escolheu o nome do maestro como forma de homenagem.

24/06/2016

Nesta segunda-feira (27), às 11 horas, os alunos da Escola Municipal Maria Aparecida de Araújo (Morrinhos II) farão a entrega de fraldas geriátricas e materiais de higiene básica ao Lar Residencial para Idosos Eno Gregório Antunes (Rua Cerqueira César, 107 – Vila Áurea). Os produtos foram arrecadados durante a gincana esportiva e cultural “Transforma”, realizada no último dia 10. Participarão da ação, os alunos do 6º ao 9º ano da Unidade, ao lado de professores e coordenadores.

24/06/2016

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Enseada, em Guarujá, terá o expediente suspenso entre os dias 27 e 29 de junho, devido à mudança de endereço. O atendimento, que antes era feito na Rua Salim Farah Maluf, 766, passará a ser realizado na Rua José Silva Figueiredo, 209 – Jardim Três Marias (paralela à Avenida Dom Pedro I).

O funcionamento será normalizado a partir de 4 de julho, devido ao ponto facultativo nos dias 30 de junho e 1º de junho, em virtude do aniversário de 82 anos de emancipação político-administrativa do Município.

24/06/2016

Para aumentar o conforto e melhor servir os usuários do Restaurante Popular Santo Antônio, a Prefeitura de Guarujá vai executar uma grande reforma no equipamento, localizado à Alamedas das Violetas, 330 – Santo Antônio. Por isso, o local terá suas atividades interrompidas, de forma provisória, a partir desta segunda-feira (27). A previsão é que as obras durem 90 dias.

Desde a sua inauguração, em outubro de 2009, o Restaurante Popular passará pela primeira grande reforma. A obra é orçada em R$ 354 mil, sendo R$ 100 mil da Prefeitura de Guarujá e R$ 254 mil conquistados pelo Governo Municipal junto à União, por meio do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário.

Segundo a secretária municipal de Desenvolvimento e Assistência Social, Elizabete Maria Gracia da Fonseca, esta é uma obra de suma importância para os moradores do Santo Antônio. “A reforma vai trazer conforto e dignidade aos usuários do Restaurante Popular, que serve cerca de mil refeições ao dia”, explica.

24/06/2016 31-01-2013 Ceacon-Pedro Rezende (3) (Large)

Inaugurado em 19 de junho de 2012, equipamento inspirado no Poupatempo, tem como suas atribuições o andamento mais rápido de processos como MEI e IPTU

Há quatro anos a Prefeitura de Guarujá inaugurava um dos maiores e mais ambiciosos equipamentos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Portuário (Sedep), a Central de Atendimento ao Contribuinte (Ceacon). Desde então, o equipamento, que fica na Avenida Leomil, 630 – Centro, se destacou por reunir diversos serviços em apenas um único espaço, facilitando a vida do munícipe com maior acesso a informações quanto IPTU e até abertura de empresas. O serviço atende de segunda a sexta-feira, das 10 às 16 horas, com uma média diária de 300 atendimentos, chegando a 500 na temporada de verão.

Apesar de ser um equipamento de responsabilidade da Sedep, a Ceacon concentra serviços de outras secretarias como Finanças (Sefin) e Advocacia Geral do Município (AGM). No local, os munícipes podem esclarecer dúvidas quanto Dívida Ativa, Arrecadação, Protocolo e Andamento de Processos. Além disso, o equipamento conta também com a Sala do Empreendedor, um espaço dedicado a qualquer informação pertinente ao munícipe que decide abrir um empreendimento ou opta por se formalizar, como abrir um processo para se tornar Microempreendedor Individual (MEI).

De acordo com o diretor de Comércio, Serviços e Indústrias da Sedep, Luiz Carlos Pacheco, a Ceacon atende em média 300 pessoas por dia, fora da temporada. Ele acrescenta que o equipamento reforça o poder turístico que a Cidade tem, tendo em vista que na alta temporada os atendimentos crescem para aproximadamente 500 por dia, o que contribui para que a economia do Município.

Recentemente, o Banco do Povo Paulista, também presente na Ceacon, passará a ter uma agência própria, também no equipamento, além da outra agência no Poupatempo Guarujá. Anteriormente, o benefício contava com um espaço dedicado apenas ao seu atendimento. Para o secretário da pasta, Claudio Fernando de Aguiar, essa ampliação é devido à demanda diária da Ceacon como um todo. O secretário completa que, atualmente, a unidade está com mais de R$ 1 milhão disponíveis para empréstimo à população. Dentre outras modificações previstas para a Ceacon, está a ampliação da Sala do Empreendedor.

O secretário diz que o trabalho da Prefeitura se inspirou na dinâmica de atendimento do Poupatempo, do Governo do Estado. A criação do equipamento foi um feito que garantiu a eficiência do mesmo a longo prazo. A Secretaria garante, dentre os dados da Ouvidoria Geral do Município, que a Ceacon recebe diversos elogios. “Num momento como este, de instabilidade econômica por parte do País, ter um equipamento específico para tratar de todas as atribuições econômicas, financeiras e empresariais do munícipe, melhora a qualidade de vida das pessoas em razão da economia fortalecida que ele passa a compor”, afirma o titular da pasta.


Desenvolvido por Trilogic