Prefeitura Municipal de Guarujá

02/05/2016

Os jovens e as crianças de Guarujá ganharam a chance de aprender um ritmo diferente. Há dois meses, o Projeto Parakumdê, coordenado pelos músicos Anderson Camargo e Alex Barbosa, ensina como tocar percussão. As aulas acontecem aos sábados, às 14 horas, na Praça do Povo, no bairro Santa Rosa.

De acordo com Camargo, o objetivo é transformar a vida de jovens em situação de vulnerabilidade social por meio do ritmo Olodum e Timbalada. “Acreditamos que a música ajude a formar cidadãos e moldar sonhos”, completa.

Para participar do projeto, é necessário estar matriculado em uma das escolas da rede municipal. A iniciativa, que tem apoio da Prefeitura de Guarujá, está aceitando doações de instrumentos para atender maior número de participantes.

02/05/2016

Excepcionalmente nesta quinta-feira (5), o veículo não irá operar por conta de manutenção

O Caminhão Feira do Peixe atendeu, na segunda-feira (2), a Praça 14 Bis, dentro da iniciativa da Prefeitura de Guarujá, que promove semanalmente a Feira Solidária no local, trazendo à população todos os projetos de economia solidária do Município. Nesta terça-feira (3), a partir das 9 horas, ele atenderá o Jardim Progresso, na Avenida Áurea Gonzalez Conde, na altura das torres. No mesmo dia, a partir das 14 horas, ele ficará no bairro Jardim Boa Esperança, na Avenida Mário Daige, próximo à Rua Alvorada.

A iniciativa, que integra o projeto Peixe nos Bairros, possibilita a comercialização de pescado a preço mais acessível à população. O projeto é viabilizado a partir da parceria da Prefeitura de Guarujá, Governo Federal e Associação de Cooperação Pérolas do Guarujá (Acoopeg).

Já na quarta-feira (4), o veículo vai para o Morrinhos, atender na Praça do Comércio, ao lado do Supermercado X, a partir das 9 horas. Excepcionalmente nesta quinta-feira (5) o veículo não estará comercializando, porque passará manutenção. No local, é possível encontrar pescados a partir de R$ 3,90 o quilo.

Toda segunda-feira, às 14 horas, o Caminhão Feira do Peixe integra a Feira Solidária do Produtor Local na Praça 14 Bis. No local, podem ser encontrados produtos e serviços dos empreendimentos de economia solidária de Guarujá. Lá são comercializados: pescados, doces e salgados e hortifrútis (verduras, legumes e frutas), tudo produzido na Cidade. Também há um ponto de serviços da LavPaty – Lavanderia Solidária para a entrega e retirada no local.

02/05/2016 Avenida helena maria (2)

A Prefeitura de Guarujá fez, recentemente, uma série de reparos e serviços de zeladoria e manutenção nos bairros Santa Rosa e Jardim Helena Maria. Todas as ações são coordenadas pela Secretaria Municipal de Operações Urbanas (Seurb).

No Jardim Helena Maria, a equipe executou os serviços de capinação, roçada e raspagem por toda Avenida Helena Maria, da Avenida Adhemar de Barros até próximo da Igreja Palavra de Vida e no entorno do Estádio Municipal Antônio Fernandes. Já no bairro Santa Rosa, as ações foram efetuadas na Praça José Luiz Rodrigues dos Santos e Praça Victor Nicola Orlandi, que ficam na Avenida Manuel Albino.

02/05/2016

Parceria entre a Prefeitura e o Instituto Emílio Ribas viabilizou iniciativa

Com o objetivo de mostrar a importância do diagnóstico precoce e o tratamento contra a tuberculose, a Prefeitura de Guarujá, em parceria com o Hospital Emílio Ribas, forneceu uma palestra sobre a doença. A iniciativa aconteceu na última quinta-feira (28), no Casa Grande Hotel Resort (Enseada), das 10 às 12 horas.

A palestra foi dividida em três momentos: o médico Eduardo Medeiros explicou sobre a doença, o diagnóstico e também sobre o tratamento. Em seguida, a doutora Vera Galesi abordou o panorama estadual.

Por fim, a enfermeira sanitarista e coordenadora municipal do programa de tuberculose, Ana Cleia, falou a respeito do quadro municipal. Após a série de explicações, todos os palestrantes sentaram em uma “mesa redonda” para esclarecer dúvidas do público. Para Cleia, é muito importante a descoberta da doença “A tuberculose está muito presente nas nossas vidas. Quanto mais rápido o tratamento, melhor”, disse.

02/05/2016

Conscientizando as mulheres para orientar munícipes quanto a seus direitos e acesso a serviços públicos, na última sexta-feira (29), iniciou mais uma edição do curso de Promotoras Legais Populares (PLPs). O evento é iniciativa da Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria Municipal de Coordenação Governamental. A primeira aula foi realizada no Fundo Social de Solidariedade, das 10 às 12 horas, com o tema “Relações Sociais de Gênero” e reuniu 34 mulheres.

Segundo a coordenadora da Assessoria de Políticas Públicas para Mulheres da Prefeitura, Eugênia Lisboa Abrantes, o curso é um grande aprendizado e voltado para população feminina “É importante que as mulheres entendam sobre seus direitos em casa, como autodefesa, diretos sexuais e diversidade e também possam entender sobre os poderes públicos”, disse.

O curso será dividido em oito módulos abordando temas como gênero de feminismo; violência doméstica – legislação e atendimento; controle social e o papel dos três poderes; educação; saúde; políticas afirmativas; direitos garantidos e desafios contemporâneos.

Importante – A certificação e comparecimento na formatura só serão possíveis com 70% de presença nas aulas.

02/05/2016

Os fiscais vão iniciar fiscalização, a partir desta segunda-feira (2), inclusive aos fins de semana

A Prefeitura de Guarujá, por meio do Procon, toma mais uma medida no intuito de evitar novos transtornos aos usuários da travessia de balsas entre Guarujá e Santos. A partir desta segunda-feira (2), o órgão municipal passa a realizar blitz no sentido de verificar in loco, como está sendo feita a prestação do serviço, principalmente nos horários de maior fluxo.

A ação surpresa poderá ocorrer em qualquer horário e dia da semana. Conforme explica o diretor do Procon Guarujá, Alexandre Cardoso, o objetivo é cobrar da Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A, melhorias no serviço à população. “A demora tem se tornado cada vez mais rotineira e cabe à nós, enquanto poder público, tomar as medidas necessárias, pois os consumidores não podem ser penalizados”. Ele explica que a falta de um serviço contínuo e eficiente infringe o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que faz essa exigência às empresas.

O advogado geral do Município, Leandro Matsumota, destaca que o problema da demora na travessia de balsas reflete na economia da Cidade. “É um problema que desaquece a economia do Município, e afeta também a vida do trabalhador ou comerciante que deixa de ganhar dinheiro, principalmente com a vinda de turistas”, salientou.

Na semana do feriado de Tiradentes, o problema da demora na travessia voltou a ocorrer. Apenas duas embarcações estavam em operação, o que resultou em mais de duas horas de fila aos usuários. Por isso, o Procon Guarujá acabou notificando a empresa no último dia 26. Foi dada à estatal um prazo de 10 dias (que termina nesta sexta, 6), para que ela apresente suas justificativas a respeito dos transtornos

Caso a resposta não esteja satisfatória, o Procon poderá multar a empresa novamente. Vale lembrar que, em dezembro do ano passado, durante a temporada de verão, os fiscais do Procon multaram a Dersa no valor de R$ 608.240,00 pelo fato da empresa não estar fornecendo aos usuários serviço adequado e eficiente.

02/05/2016

Conscientizando as mulheres para orientar munícipes quanto a seus direitos e acesso a serviços públicos, na última sexta-feira (29), iniciou mais uma edição do curso de Promotoras Legais Populares (PLPs). O evento é iniciativa da Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria Municipal de Coordenação Governamental. A primeira aula foi realizada no Fundo Social de Solidariedade, das 10 às 12 horas, com o tema “Relações Sociais de Gênero” e reuniu 34 mulheres.

Segundo a coordenadora da Assessoria de Políticas Públicas para Mulheres da Prefeitura, Eugênia Lisboa Abrantes, o curso é um grande aprendizado e voltado para população feminina “É importante que as mulheres entendam sobre seus direitos em casa, como autodefesa, diretos sexuais e diversidade e também possam entender sobre os poderes públicos”, disse.

O curso será dividido em oito módulos abordando temas como gênero de feminismo; violência doméstica – legislação e atendimento; controle social e o papel dos três poderes; educação; saúde; políticas afirmativas; direitos garantidos e desafios contemporâneos.

Importante – A certificação e comparecimento na formatura só serão possíveis com 70% de presença nas aulas.

02/05/2016

Os fiscais vão iniciar fiscalização, a partir desta segunda-feira (2), inclusive aos fins de semana

A Prefeitura de Guarujá, por meio do Procon, toma mais uma medida no intuito de evitar novos transtornos aos usuários da travessia de balsas entre Guarujá e Santos. A partir desta segunda-feira (2), o órgão municipal passa a realizar blitz no sentido de verificar in loco, como está sendo feita a prestação do serviço, principalmente nos horários de maior fluxo.

A ação surpresa poderá ocorrer em qualquer horário e dia da semana. Conforme explica o diretor do Procon Guarujá, Alexandre Cardoso, o objetivo é cobrar da Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A, melhorias no serviço à população. “A demora tem se tornado cada vez mais rotineira e cabe à nós, enquanto poder público, tomar as medidas necessárias, pois os consumidores não podem ser penalizados”. Ele explica que a falta de um serviço contínuo e eficiente infringe o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que faz essa exigência às empresas.

O advogado geral do Município, Leandro Matsumota, destaca que o problema da demora na travessia de balsas reflete na economia da Cidade. “É um problema que desaquece a economia do Município, e afeta também a vida do trabalhador ou comerciante que deixa de ganhar dinheiro, principalmente com a vinda de turistas”, salientou.

Na semana do feriado de Tiradentes, o problema da demora na travessia voltou a ocorrer. Apenas duas embarcações estavam em operação, o que resultou em mais de duas horas de fila aos usuários. Por isso, o Procon Guarujá acabou notificando a empresa no último dia 26. Foi dada à estatal um prazo de 10 dias (que termina nesta sexta, 6), para que ela apresente suas justificativas a respeito dos transtornos

Caso a resposta não esteja satisfatória, o Procon poderá multar a empresa novamente. Vale lembrar que, em dezembro do ano passado, durante a temporada de verão, os fiscais do Procon multaram a Dersa no valor de R$ 608.240,00 pelo fato da empresa não estar fornecendo aos usuários serviço adequado e eficiente.

29/04/2016 19-04-2016 Controle da Dengue-Nathalia Nascimento (8) (Medium)

Desde 2009, a Prefeitura realiza melhorias significativas quanto à prevenção ao inseto transmissor de dengue, febre chikungunya e zika

Há 18 anos atuando no Controle de Endemias da Prefeitura de Guarujá, o agente epidemiológico Flávio Mazagão levanta às 7 horas para enfrentar mais um dia de combate ao mosquito Aedes aegypti. São quase duas décadas dedicadas à erradicação do inseto transmissor de dengue, febre chikungunya e zika vírus. Atender de maneira eficaz as demandas encaminhadas ao setor é uma preocupação constante para Flávio.

O agente participa ativamente das ações casa a casa, telando caixas d’água, orientando os moradores e atendendo denúncias de criadouros. “90% de infestação do mosquito é domiciliar. O trabalho de conscientização dos munícipes deve ser frequente, para que entendam sua responsabilidade na causa”, ressalta Mazagão. Assim como Flávio, desde 1998, o agente epidemiológico Marcos Antônio Ramos atua no setor.

A parte administrativa do setor, coordenado por Ana Lúcia Gama Cruz, fica responsável pelo repasse de informação aos agentes. As áreas avaliadas com maior índice de criadouros são mapeadas e vistoriadas. “No mês de outubro é feito o levantamento de Lira (Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti). Ele mede o número de infestação do inseto. O Lira é preconizado pelo Ministério da Saúde em todos os municípios”, disse Ramos.

Nos últimos oito anos, o Controle de Endemias contratou, por meio de concurso público, 68 agentes, totalizando 90 pessoas na equipe. “O aumento de agentes foi determinante para o desenvolvimento do nosso trabalho. Deste modo, conseguimos atender as denúncias com maior rigor e realizar mais vistorias nas residências”, completa Ana Lúcia.

De acordo com Ana, desde 2009 o departamento vem sendo contemplado com melhorias significativas. Aparelhos eletrônicos, como câmera fotográfica e notebook, linha telefônica (Disque-Dengue: 3341 6569), material de escritório e informativo, auxiliam no trabalho de comunicação interna. “Com mais uma linha de telefone pudemos deixar um telefone exclusivo para receber denúncias, o que colaborou efetivamente com os serviços”, disse.

Além disso, a coordenadora acrescenta a aquisição de três carros para a equipe de nebulização, duas máquinas de nebulização veicular, equipamentos de IPI, protetor solar e repelente para os agentes. Mazagão explica que as máquinas são usadas em áreas de transmissão elevada, pois possibilitam o alcance de 100 quarteirões por hora.

Quinzenalmente, os agentes visitam pontos estratégicos e imóveis especiais. “Cemitérios, borracharias e terminais são o que chamamos de pontos estratégicos. Os imóveis especiais são os hospitais, unidades de saúde e escolas. É necessário uma vistoria constante porque existe uma grande circulação de pessoas nesses locais”, explica Mazagão.

Ao longo do ano, diversos trabalhos de prevenção são realizados pela Cidade. O Informação, Educação e Comunicação (IEC) prepara palestras informativas e peças teatrais que percorrem escolas, ONGs e empresas. Segundo o agente, o objetivo é formar multiplicadores de informações lúdicas em relação a transmissão do Aedes aegypti. Ele reforça, ainda, que a população deve fazer sua parte, evitando acumular água em recipientes, aplicarem sal grosso nos ralos e seguirem as orientações passadas.


Desenvolvido por Trilogic